Band Folia 2014

|
Atualizado em sábado, 1 de março de 2014 - 05h49

Mestre-sala entra no Anhembi com água na boca

Crença do Róbinson da Silva faz com que ele tenha sorte durante desfile
Roberta Russo, de São Paulo entretenimento@band.com.br

A repórter Roberta Russo da BandNews FM descobriu uma curiosidade do Carnaval enquanto estava na concentração. O mestre-sala da Acadêmicos do Tucuruvi não entra no sambódromo sem realizar um ritual.

"Eu tenho uma crença onde eu acredito que com fé, força e determinação ela ocorre. Eu tenho um ritual que eu faço antes de entrar na avenida", contou ele, já na dispersão do sambódromo.

O rapaz coloca água na boca e só cospe quando está desfilando no Anhembi. "Eu coloco tudo para fora. Faço vários pedidos e peço coisas positivas", revelou Róbinson, dizendo que não engole a água.

Sobre sua fantasia, o mestre-sala disse que o peso não incomoda, mas o sapato molhado acaba atrapalhando. "Ela pesa cerca de 15 quilos seca, mas molhada deve pesar uns 20 quilos. Mas o que incomoda mais é o sapato molhado que faz 'nhec nhec' na hora de sambar", explicou.

Últimas

ver tudo